prorrogado

Sua nova chance de morar ou investir em portugal

A gente cuida de tudo para você comprar seu imóvel em portugal sem dor de cabeça.

Quais benefícios os imóveis de leilão oferecem para quem quer investir?

Alternate Text

O investimento no mercado imobiliário oferece alternativas que não se limitam a adquirir imóveis novos ou mesmo aqueles usados em excelente condições. Por exemplo, você sabia que imóveis de leilão podem representar um excelente negócio?

De fato, imóveis que vão a leilão representam para quem compra uma ótima opção de investimento. Isso porque, como o seu principal objetivo costuma ser liquidar dívidas dos proprietários, grande parte dessas ofertas conta com valores bem vantajosos, abaixo dos praticados no mercado.

Nesse post, vamos falar sobre esses bens que vão a leilão e relacionar as principais vantagens em adquirir um imóvel desse tipo, para quem deseja  investir no setor imobiliário . Continue a leitura e confira!

Por que um imóvel vai a leilão?

O principal motivo para que um imóvel vá a leilão é a inadimplência. Segundo a legislação vigente, um atraso de mais de três meses nas parcelas do financiamento é o suficiente para que um imóvel passe pelos trâmites do leilão.

Após o recebimento da notificação do atraso, o devedor tem três meses para regularizar a situação, nos casos de financiamento pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH), e quinze dias pelo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI). Se, após o prazo estipulado, o problema não for resolvido, o imóvel passa a pertencer ao banco e seguir para leilão extrajudicial.

A propriedade também pode ir a leilão por via judicial, devido a ações movidas por condomínios e prefeituras que envolvam dívidas condominiais e inadimplência em relação a impostos. É importante ressaltar, porém, que a execução extrajudicial só pode ocorrer após o mutuário ter sido notificado por intermédio de um Cartório de Títulos e Documentos. Tal comunicação deve ser feita por um agente fiduciário, que dará um prazo de 20 dias para a regularização do débito.

Se não houver regularização, aí sim terão início dois leilões públicos com editais publicados em jornal. O mutuário deverá ser comunicado por telegrama, antes da realização do segundo leilão.

Então, um valor mínimo é estipulado na primeira rodada do leilão. Se não houver interessados organiza-se uma segunda rodada, na qual será aceito o maior lance oferecido — respeitando-se o valor mínimo, que deve ser superior ou igual ao montante da dívida.

Quais são os benefícios de comprar imóveis de leilão?

Agora que já entende um pouco melhor esse tipo de negócio, você pode ficar mais tranquilo, visto que existem boas vantagens ao adquirir um imóvel por meio de leilão. Vejamos agora as principais delas!

Negociação aberta e transparente

Um grande benefício de adquirir um imóvel por leilão é não se envolver em longas negociações com corretor ou proprietário até que se chegue a um preço justo para ambas as partes. Isso porque as negociações desse tipo ocorrem de forma mais transparente, sendo tudo informado aos participantes.

O interessado em participar apenas faz o seu cadastramento em uma plataforma de leilão on-line. A partir daí, é possível buscar as ofertas mais vantajosas e começar a dar lances — levando em consideração, como dissemos, o valor mínimo proposto no edital.

Preços vantajosos

Geralmente, a negociação de um imóvel para se chegar a um  preço que satisfaça  às partes é o mais cansativo no processo tradicional. Em muitos casos, é difícil o comprador e o vendedor chegarem rapidamente a um consenso.

No caso de leilão, porém, esse problema não existe, pois o comprador já sabe de antemão o valor mínimo — o que, na maioria das vezes, é bem menor que os valores praticados no mercado. Isso não quer dizer que o imóvel não esteja em boas condições de conservação. Pelo contrário: é possível adquirir imóveis em ótimo estado por um preço bem abaixo do mercado.

Na verdade, uma propriedade pode ter uma desvalorização bem relevante, algo ótimo para quem deseja fazer negócio. A maior explicação para isso é a taxa elevada de inadimplência de consumidores — eles entram em um financiamento e não podem honrar a dívida. Os bancos, então, totalmente de acordo com a lei, têm o direito de readquirir os imóveis que foram financiados e os colocar a leilão.

Muitas ofertas

Essa alternativa ainda oferece uma boa quantidade de imóveis a serem leiloados a preços vantajosos. Ou seja, não faltam unidades para serem arrematadas por quem deseja investir nesse segmento.

Vale dizer, inclusive, que apesar de haver ofertas em qualquer fase da economia, os períodos de crise são mais favoráveis para investidores ou por quem deseja aproveitar os preços mais em conta para adquirir sua casa própria.

Redução dos processos burocráticos

Participar de um leilão on-line é bastante cômodo e simples para o investidor. Primeiramente, porque qualquer um pode participar — o que não ocorre com uma negociação tradicional, na qual existem uma série de exigências. No leilão, basta que o participante se cadastre e dê seu lance. Se a sua for a maior oferta, ele sairá vencedor.

A forma de pagamento representa outra grande vantagem ao adquirir imóveis de leilão. Certos bancos oferecem descontos em negociações à vista, ou mesmo a possibilidade de o pagamento ser efetuado em 12 vezes sem juros.

Mais praticidade

Diferentemente do que ocorre com a compra tradicional de um imóvel,  adquirir um imóvel  por esse meio é muito mais prático, desde o arremate da compra até o pagamento. Como dissemos, tudo pode ser feito on-line em um site de leilão: o interessado se cadastra e lê o edital do imóvel, com suas pendências, características e tudo mais. Simples assim!

Segurança

Ao se cadastrar em um site de leilões, o participante receberá todas as instruções de como deve proceder. Da mesma forma, quando optar por determinado imóvel, também poderá acessar o edital e terá conhecimento sobre tudo que envolve tal propriedade.

Além disso, o adquirente (quem arremata a propriedade) terá uma boa segurança nessa negociação, já que não corre nenhum risco caso ela seja impugnada ou mesmo anulada. Se acontecer algo desse tipo, o arrematante terá o direito de receber de volta o montante do valor pago — o que garante a lisura da negociação.

Ainda outro fator que deve ser abordado aqui é que esse tipo de transação tem o respaldo dos Tribunais de Justiça e de instituições financeiras idôneas, garantindo a seriedade e a procedência dos imóveis.

Como não errar ao comprar um imóvel por leilão?

Em primeiro lugar, ficar atento ao que diz o edital do leilão é imprescindível, pois assim você terá conhecimento sobre tudo que envolve esse tipo de negociação. Além disso, porém, outros fatores devem ser analisados antes da transação:

  • as condições do leilão, o tipo de contrato e as formas de pagamento;
  • o valor da comissão do leiloeiro;
  • o estado de conservação do imóvel;
  • o valor mínimo para os lances;
  • se todas as etapas foram cumpridas para se chegar ao leilão;
  • se todas as obrigações de intimação foram seguidas, entre outros fatores.

Enfim, imóveis de leilão são uma boa alternativa para quem deseja negociar sem a burocracia tradicional que envolve compra e venda, além de aproveitar preços bem mais atrativos. Ainda assim, é importante destacar: para garantir mais segurança nesse tipo de negociação, não hesite em buscar portais de leilões eletrônicos seguros e especializados no segmento!

Então, gostou da leitura? Agora que você já sabe um pouco mais sobre essa possibilidade de adquirir imóveis por leilão,  entre em contato conosco  e conheça o nosso trabalho!

Veja também